Abrir comércio é risco que corro, porque se agravar, vem para o meu colo’, diz Bolsonaro



O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (17), em discurso durante a posse do novo ministro da Saúde, Nelson Teich, que incentivar a abertura do comércio não essencial, fechado em diversos locais do Brasil por determinação de prefeitos e governadores, é uma atitude arriscada, porém necessária para manter os empregos da população.


O chefe do Executivo disse que se o cenário do coronavírus no país se agravar por causa da medida, a responsabilidade estará em seu “colo”. 


"A história lá na frente vai nos julgar. Eu peço a Deus para que nós estejamos certos lá na frente. Então, essa briga de começar a abrir para o comércio é um risco que eu corro, porque se agravar, vem para o meu colo", declarou ele.


Fonte: Metro1