Acajutiba: Vídeo denuncia Prefeito como mandante de assassinato e imprensa omite.


Vítima, que lutava contra a corrupção na prefeitura, postou vídeo já prevendo que sofreria atentado por homens de Alex Freitas. Imprensa local publica pequena nota a respeito da morte e omite a existência das denúncias.

André Santos de Souza, de 37 anos, foi morto a tiros na Rua José Hipólito (Rua da Delegacia) em Acajutiba, no leste da Bahia, próximo da casa onde morava, na noite do último sábado (20). A 6ª CIPM, responsável pelo policiamento ostensivo na cidade, esteve presente no local do crime, mas, quando seus prepostos lá chegaram, a vítima já estava sem vida.

Poderia ser um crime qualquer, como muitos que, às vezes, nem são solucionados pela polícia judiciária, em nosso país. Mas, como André já era conhecido por cobrar das autoridades do executivo municipal atitudes transparentes quanto à administração pública, o estado em que corpo foi encontrado sugere “queima de arquivo”, termo que muitos conhecem no meio policial.



E mais, como dissemos no início desta matéria, talvez já prevendo o que poderia acontecer com ele, até por estar percebendo o cerco à sua residência, André, no dia 04 de junho, postou um vídeo testemunhal, informando sobre o temor que estava sentindo e denunciando, como mandante de um possível atentado contra sua vida, o Prefeito Alexandro Menezes de Freitas (Alex Freitas), do PMDB.



Fato, agora, é que, lamentavelmente, André está realmente morto. E o que poderia ser uma investigação com muitos suspeitos passa a ser um crime com fortes indícios de participação de homens ligados a Alex Freitas, por questões políticas e, provavelmente, para acobertamento de ilícitos financeiros contra o erário público.

Esperamos, inclusive, que os canais de comunicação ligados àquela cidade sejam bem isentos, quando nos transmitirem suas informações, pois, para nós do Cartaz da Cidade, a situação veio à tona justamente pelo fato de os jornais eletrônicos locais não estarem dando muita importância ao fato e de estarem omitindo informações importantes, como os vídeos produzidos pela vítima, causando estranheza a alguns munícipes nas redes sociais e levantando a suspeita de que o “quarto poder brasileiro”, a imprensa, não é tão isenta quanto deveria ser. Será?



Entretanto, mesmo com a situação conturbada no país, principalmente quanto à lisura nas decisões do STF, podemos dizer que ainda confiamos na justiça e que esperamos que este fato seja solucionado rapidamente, para que os culpados sejam punidos e para que a população realmente tome conhecimento da verdade, doa a quem doer.


Prefeito de Acajutiba, Alex Freitas, do PMDB.



CUIDADO AO COMBATER A CORRUPÇÃO


Aparentemente, um rapaz foi morto por fazer denúncias de corrupção contra um prefeito.

Mas, o episódio em si não se trata, em verdade, de combate à corrupção. Trata-se de uma conduta arriscada e até comum, em que a pessoa, sem orientação e sem conhecimentos mínimos, faz vídeos ou textos com acusações contra supostos corruptos.

Combater a corrupção é agir tecnicamente, de forma cautelosa, protegida e sem exposição da imagem individual. Por isso, Antônio Waldir, Advogado da União e defensor fervoroso da participação popular no combate à corrupção, como poderemos notar no site do Conselho de Cidadãos, idealizado pelo mesmo, e em todos os seus demais canais de comunicação na internet, nos esclarece que os casos concretos devem ser analisados anonimamente, exceto no que se refere à atuação do agente público integrante do órgão de controle. “O cidadão, em hipótese alguma precisa se expor. Nem nos casos em que o denunciante é mais valente que o corrupto”, diz Waldir.


Fatos como o homicídio de André Santos de Souza acontecem constantemente pelo país a fora e, às vezes, nem tomamos conhecimento. Por isso, devemos sim atuar em defesa de nosso dinheiro, para que ele não seja roubado pelos canalhas que assumem posições de destaque político em nossa sociedade, mas devemos, antes de tudo, lembrar que esses mesmos canalhas não têm escrúpulos e podem tentar ultrapassar os limites da lei contra as vidas de quem deseja o correto, como fazem ao se desviarem das condutas legais, quando roubam milhares (até milhões) do valor de nossos impostos, que poderia estar sendo empregados na saúde, na educação, no fomento ao trabalho e em tantas outras pastas necessárias ao desenvolvimento de nossa população.


Atitude sim, mas com todo cuidado que a nobre ação de fiscalização dos representantes do povo merece.

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087