ACM Neto revela ordem judicial para manter contrato com empresa investigada pela PF.


O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), revelou que uma ordem judicial do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) determinou que o contrato do Executivo municipal com Instituto Médico de Gestão Integrada (Imegi), alvo da Operação Kepler, seja mantido.

“A prefeitura tomou a decisão de afastar o Imegi. Estamos pelas vias judiciais, como tem que ser. Esses institutos ganharam concorrências públicas, feitas com transparência”, afirmou, durante início das obras de restauração da 3ª ponte, na orla de Jaguaribe, nesta quinta-feira (28).

Neto, no entanto, disse que tenta ainda desfazer os acordos com a empresa. “Estamos tentando buscar o desfazimento desses contratos. Há uma determinação que a SMS relicite todos os contratos. Dois inclusive já estão em processe de licitação. No caso do Imegi, a determinação é que eu dei é com amparo legal, se for preciso, faça um processo emergencial de contratação de outro prestador para substituir esse instituto que está sob investigação. Não temos compromisso com erro”, afirmou.




Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087