Advogado e amigo suspeitos de matar barbeiro em bar de Salvador são presos



O advogado José Geraldo Lucas Júnior se apresentou à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador, no fim da manhã desta quarta-feira (27). Ele teve a prisão temporária decretada pela Justiça na terça (26) por suspeita de matar a tiros o barbeiro Lucas Souza de Araújo, dentro de um bar no Imbuí, no último domingo (24). Um amigo chamado Jeã Silva Santos, que estava com o advogado na hora do crime e também teve a prisão decretada, também se apresentou ao DHPP.

Segundo a Polícia Civil, as roupas dos suspeitos e a pistola 9 mm, que os investigadores suspeitam ser de propriedade do advogado, utilizadas no dia do crime, também foram apresentadas no Departamento. Agora presa, a dupla será interrogada e passará por exames de lesões. Imagens de câmeras do estabelecimento estão sendo analisadas.

De acordo com a TV Bahia, a chegada de José Geraldo causou tumulto na delegacia porque familiares da vítima também estavam no local. A esposa de Lucas chegou a desmaiar quando os suspeitos entraram no DHPP. Parentes da vítima devem prestar depoimento nesta quarta.

Ao pedir a prisão da dupla, a delegada responsável pelas investigações, Milena Lima Calmon de Siqueira afirmou que testemunhas relataram que o crime foi motivado por uma discussão iniciada após o suspeito assediar a esposa e a cunhada da vítima.

Depois do desentendimento, José Geraldo teria feito uma ligação e, em seguida, Jeã chegou ao estabelecimento. Os acusados fugiram do local após os disparos.




Fonte: Bahia Notícias Sua opinião é importante para nós. Faça o login e deixe seu comentário no rodapé de nossas matérias. O CARTAZ DA CIDADE agradece por sua participação.