AGU não vai recorrer de suspensão da nomeação de Ramagem no comando da PF



Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tornar sem efeito a nomeação de Alexandre Ramagem para diretor-geral da Polícia Federal, Advocacia-Geral da União (AGU), informou nesta quarta-feira (29) que não apresentará recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou, através do ministro Alexandre de Moraes, a suspensão da indicação de Ramagem à direção-geral da corporação.


A informação foi divulgada através do Twitter da AGU. “A Advocacia-Geral da União informa que não irá apresentar recurso contra a decisão do STF que suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal em razão do decreto presidencial publicado à pouco no DOU que revoga o ato de nomeação”, informou.


De acordo com o site O Antagonista, o intuito do advogado-geral da União, José Levi, é não criar tensão com o STF.


Fonte: Bahia Notícias