Alckmin vira réu por corrupção passiva, caixa 2 e lavagem de dinheiro



Ex-governador é suspeito de ter recebido R$ 11,5 milhões da Odebrecht em campanhas eleitorais

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) se tornou réu por caixa dois, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A denúncia, aceita pela Justiça Eleitoral de São Paulo, tinha sido protocolada pelo Ministério Público. 


Alckmin é investigado por ter supostamente recebido R$ 11,5 milhões da Odebrecht nas campanhas eleitorais ao Governo de SP em 2010 e 2014. Três delatores chegaram a citar o tucano e dizer que ele atendia por diversos codinomes, como “pastel”, “pudim” e “bolero”.


Em resposta, a defesa de Alckmin afirmou que "a denúncia ora recebida pelo Poder Judiciário dará a oportunidade que foi até agora negada ao ex-governador Geraldo Alckmin de se defender e de contraditar as falsas e injustas acusações de que está sendo vítima e, principalmente, de provar a sua improcedência”. Já o PSDB estadual disse que "reitera sua confiança na idoneidade do ex-governador”. 



Fonte: Metro 1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087