AME tem tratamento e o menino Andrei aguarda a solidariedade das pessoas




O menino Andrei está muito próximo de sair da UTI do Hospital Dom Malan em Petrolina, após sete meses internado para tratar-se de uma doença rara, Atrofia Muscular Espinhal (AME), causada pela falta de uma proteína responsável pela coordenação motora. A doença pode ser tratada com remédios caros, a exemplo da Zolgensma, conhecida como o remédio mais caro do mundo, R$ 12 milhões.


A família de Andrei, com o apoio de amigos e a ajuda de projetos sociais está na fase de conclusão da estrutura física do quarto adaptado para receber os equipamentos do Home Care (cuidado domiciliar).


O pequeno Andrei de apenas 1 ano e 2 meses, ainda nos primeiros meses de vida passou por vários exames e procedimentos, no qual foi diagnosticado com AME tipo 1, que segundo o Ministério da Saúde essa é a forma mais grave da doença e precisa de cuidados especiais.

Tratamento


Em 2019, foi aprovado um medicamento chamado Zolgensma que é usado para a atrofia muscular espinhal, esse medicamento é aplicado diretamente na corrente sanguínea, sem necessidade de internação ou aparo mais complexo. Ele tem capacidade de corrigir o DNA danificado que causa a doença.

Solidariedade


Vânia, mãe da criança pede ajuda das pessoas para ajudar na compra da medicação. “Sabemos, o quanto os juazeirenses são solidários e aos poucos vamos vencendo essa batalha”.





Da redação/ Kelly Cristina

Compartilhe e Comente!