Após governo Bolsonaro não cumprir acordo, Otto diz que PSD deve votar contra Previdência.


Depois de o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) não cumprir um acordo com deputados federais baianos, o presidente do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar, reforçou, nesta segunda-feira (29), que os cinco parlamentares da sua sigla devem votar contra a reforma da Previdência no segundo turno na Câmara.

No primeiro turno, os deputados foram favoráveis à matéria. Segundo Otto, pelo pacto, o Congresso deveria votar a cessão onerosa antes do recesso parlamentar. A medida liberaria cerca de R$ 400 milhões para a Bahia. O acordo foi firmado junto com os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcomlubre, respectivamente, ambos do DEM, e o ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Otto voltou a falar sobre o ataque de Bolsonaro ao Nordeste ao chamar os governadores da região de "paraíbas". "É um problema discriminar os estados. Dizer que não vai passar [recursos] por que pensa diferente. Eu sou muito cético a boa vontade do governo federal para com os estados do Nordeste, como aconteceu no governo Temer", disse, durante encontro dos governadores do Nordeste em Salvador.




Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087