Artistas de Juazeiro pedem flexibilização do decreto estadual para retorno das atividades



Representando mais de 120 artistas locais, a empresária Bia do Trio Granah e o cantor e compositor Dennes Café se reuniram na manhã de hoje (19) com o vereador Renato Brandão (PL) para discutir a possibilidade de flexibilização no decreto que proíbe a apresentação dos artistas para um público e limita o horário de fechamento de bares e restaurantes às 20h.


O ano de 2020 foi muito difícil para todos mas para os artistas foi ainda pior. Eles foram os primeiros a pararem suas atividades e de acordo com especialistas serão os últimos retornarem. O resultado de um ano nessa situação são contas atrasadas, dívidas e em alguns casos, artistas e produtoras venderam equipamentos e outros bens para manter suas famílias.


"Então estive agora com o vereador onde passamos a ele todas as nossas dificuldades, inclusive de alguns estabelecimentos que irão demitir os funcionários. As bandas locais vem sofrendo há muito com tudo isto na verdade. Precisamos trabalhar porque sem trabalho fica impossível sobreviver. Amigos tem ajudado com cestas básicas porém as contas não entraram em lockdown", lembrou a empresária Bia.


De acordo com Bia, o representante do Legislativo disse que vai marcar uma reunião com a Prefeita Suzana Ramos para debater o assunto. "Isso tem que acontecer com a máxima urgência para nós colocar a par do que for decidido. Nossa classe está na UTI sem a mínima chance de sobreviver", lamentou.


O vereador afirmou que para que aconteça a flexibilização tem que haver uma sensibilidade da maior Prefeita de Juazeiro. "Ver uma forma de fazer com que o Decreto Estadual estendesse o horário de funcionamento dos bares, além da flexibilização para que os estabelecimentos possam abrir com uma quantidade limitada de pessoas, um percentual que seja razoável, 50% da capacidade, e que possa funcionar até as 22h ou 23h. Queremos que o músico tenha seu 'ganha pão', realizando seu trabalho de forma digna", destacou.


O músico Café se emociona ao falar da situação dos colegas em Juazeiro. "Esta lamentável, muitos estão pedindo, pegando seus instrumentos e vendendo porque tem filhos, criança e tem fome", relatou. Segundo o cantor, que já ajudou a realizar campanha de doação de cestas básicas chama a atenção para outra parte dessa triste realidade. "Cestas básicas e não tem o gás pra fazer é a mesma coisa que nada, sem um luz para manter seus alimentos , uma água para cozinhas, é muita coisa", disse.


Auxílio financeiro


Na semana passada, em entrevista a veículos de comunicação da região, a Prefeita Suzana Ramos informou que estava estudando a possibilidade de disponibilizar um auxílio emergencial municipal para os artistas.


Em nota para o site Cartaz da Cidade, a Prefeitura de Juazeiro, informou que "vem buscando uma série de alternativas para apoiar os artistas do município. Além da possibilidade de concessão do auxílio, que está sob a análise da Procuradoria, realizaremos um Drive Thru Solidário, em parceria com a TV São Francisco, e estamos planejando a realização de uma live".


Iana Lima - Jornalista

Foto divulgação.


Comente e compartilhe!