Bahia: Três presos por fraudar venda de respiradores ao Consórcio Nordeste são soltos



Governo da Bahia pagou R$ 49 milhões para receber 300 equipamentos, que nunca chegaram.

As três pessoas que foram presas na última segunda feira (1°), durante a Operação Ragnarok, da Polícia Civil da Bahia, foram soltas na noite de ontem (5). A ação apura grupo acusado de fraudar venda de respiradores.


O Governo da Bahia foi uma das vítimas da empresa Hempcare. O Executivo estadual fez uma compra no valor de R$ 49 milhões de 300 equipamentos que beneficiariam os estados do Consórcio Nordeste. A mercadoria, no entanto, nunca foi entregue.


A prisão da dona da companhia, Cristiana Prestes, de seu sócio, Luiz Henrique Ramos, e do empresário Paulo de Tarso era temporária, com validade de cinco dias.


A quantia milionária ainda não foi recuperada. Apesar dos três suspeitos terem deixado a cadeia, a investigação segue em curso.

Fonte: Metro1