Banda de Música Maestro Wanderley, da PMBA, faz grande apresentação em Juazeiro.

A segunda noite de eventos aconteceu em frente à Catedral de Juazeiro.

E dando continuidade as comemorações dos 170 anos da banda de Música Maestro Wanderley, o grande espetáculo apresentado em frente à Catedral de Juazeiro, na noite desta sexta (12), reuniu uma multidão, que não somente observou o show dado pela banda, mas também entrou na festa, dançando e cantando as belas melodias.


Em seu breve, porém emocionante discurso, o Coronel Anselmo Bispo, responsável pela vinda da banda à Juazeiro, agradeceu a diversos companheiros de corporação, dentre eles, o Comandante Geral da PMBA, o Coronel Anselmo Brandão, e falou de sua emoção ao ver a banda tocar pois ela o fazia lembrar de seu querido pai, o Sargento PM José Pereira Bispo, que foi um dos fundadores da banda de Música Maestro Wanderley, do 3° BEIC.


Ainda em seu discurso, o Coronel Anselmo Bispo informou à população que a PMBA está enviando homens para a cidade de Pedro Alexandre, que sofreu essa semana com o rompimento da barragem no povoado de Quati. O Coronel também destacou que as doações em prol dos moradores de Pedro Alexandre devem ser feitas no 9° Grupamento de Bombeiros Militares de Juazeiro.


A primeira noite de comemorações aconteceu no auditório da Univasf e contou com as participações especiais de grandes nomes da música local, como o jovem sanfoneiro Silas França, ex-aluno do CPM Juazeiro; e o cantor e médico Rogério Leal. Nesta sexta (12), não poderia ser diferente, e o evento contou com as participações Maurício Dias (Mauriçola) e Alan Cleber.


Para saber como foi a primeira noite de evento, clique "AQUI".


Mas não foi somente música que abrilhantou a noite no sertão baiano. A rica apresentação do historiador da PMBA, Major PM Marins, deixou o público fascinado com o relato de conquistas e sucessos da banda de Música Maestro Wanderley que, além de ser a terceira banda de música mais antiga em atividade no Brasil, já realizou uma apresentação com a Orquestra Filarmônica de Berlim.


É fato que o Coronel Anselmo Bispo não para de cair nas graças do povo juazeirense e uma das suas características mais marcantes é a humanização. “Momentos como este são de extrema importância para relembrar à sociedade que o policial militar não é somente um par de algemas, um cassetete e uma pistola, mas que ele também tem sentimentos”, afirmou o coronel Anselmo, que já expressou o desejo de realizar outros eventos como este.



Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087