Bandagem elástica funcional: que negócio é esse?




Por Jucélia Almeida


Um dos recursos utilizado pela fisioterapia é a Bandagem Elástica Funcional, composta de material adesivo, antialérgico e microvilosidades que são semelhantes à nossa pele.


Alguns acreditam que o efeito da bandagem é por meio de medicamento existente em sua composição, por isso apresentam resistência em receber a aplicação, mas, com certeza, seus efeitos não se dão por meio de fármacos.


Ele não possui medicamento algum. O efeito, na verdade, acontece de acordo com a aplicação, a tensão, posição e sentindo. Para utilizar é necessário conhecimento de anatomia muscular e articular, assim como a realização de curso específico para aplicação de acordo com o objetivo.


O que faz com que ele realize o efeito esperado é a tensão (quanto é esticada) e, por exemplo, de 70% a 100% deles são indicativos para estabilização. Nos casos de tensão muscular, entre 30% e 60%, e, para alívio de dor, entre 10 a 20%, sendo que, para o último caso mencionado, é importante que a aplicação seja feita com a musculatura tensionada, pois, ao retorno da musculatura para o estado de relaxamento, ela faz com que as microvilosidades existentes na bandagem ajam de maneira que iniba os estímulos dolorosos.

A bandagem tem diversos objetivos: alívio de dor, relaxamento muscular, estabilização articular estímulo sensorial. As diversas áreas da fisioterapia fazem uso do recurso para auxiliar no tratamento. É muito comum a utilização da área esportiva para prevenir lesões, como também para alívio de dor e tensão muscular.


Outra área que tem a bandagem como aliada é a área de traumato-ortopedia e, nesses casos, a utilização da bandagem tem os objetivos de estabilizar, de alívio de dor e de estímulo proprioceptivo (noção de posicionamento da estrutura).


Também tem efeitos para estímulo sensorial. A depender de como se aplicar, ele proporciona benefícios à pacientes que tem alguma alteração neurológica que interfira diretamente no sistema músculo esquelético. Alguns resultados podem ser observados em crianças diagnosticadas com microcefalia. Um projeto sem fins lucrativos vem sendo executado desde 2016, na Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF, onde os fisioterapeutas utilizam o recurso para estimular a musculatura facial e os membros das crianças. Para conhecer melhor sobre o projeto, acesse as redes sociais: @projetopeleepelo.



Embora não seja muito utilizada para correção postural, a bandagem elástica tem a capacidade de auxiliar no posicionamento de membros e articulações que auxiliam na melhora da postura. Porém vale ressaltar que não exclui a necessidade de realizar fisioterapia ou até mesmo de uma visita a um ortopedista.


Para quem tem lombalgia (dor na lombar) ou cervicalgia (dor na cervical) a bandagem é uma aliada para alívio de dores, ela proporciona o justo posicionamento da região reduzindo os quadros de dor no local, quem utiliza aprova os resultados.


Ainda tem dúvidas a respeito? Iremos esclarecer...


Há alguma contraindicação para utilizar a bandagem?


Não. Todos podem utilizar, desde que não apresente alergia ao material de produção das bandagens.


Quantos dias dura?


Depende da pele, da oleosidade, como também da rotina. Mas em média de 05 a 07 dias.


Posso molhar?


Sim. Não há problema algum em olhar, pode tomar banho normalmente e se preciso colocar gelo no local, por em cima da bandagem sem problema algum.


Como faço para retirar?


Geralmente descola com o tempo, caso isso não ocorra, pode utilizar um óleo corporal e passar para auxiliar na retirada.


Há algum lugar que não pode ser aplicado?


Sim, em locais como pálpebras e mucosas, assim como em locais que tenham algum tipo de ferimento ou sensibilidade.


A bandagem incomoda?


Vias de regra não. Pode ser que o início sinta incômodo a depender do objetivo, como por exemplo, estabilização que requer tensão maior para aplicação.


Qualquer pessoa pode aplicar?


Não. Deverá ser aplicado por profissional que tenha domínio da técnica e conhecimento em anatomia para que seja aplicada de maneira correta.


Onde encontro para comprar?


Em lojas que vendem material hospitalar, farmácias ou em lojas de material esportivo.


Ainda com dúvidas?


Entre em contato nas redes sociais: @fisioterapeutajucelia.



Jucélia Almeida

Fisioterapeuta,

Especialista em Oncologia,

Mestranda em Ciências.

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087