Bebianno já tinha revelado a autoridades vazamento da PF a Flavio Bolsonaro, diz coluna



O ex-ministro da Secretaria Geral, Gustavo Bebianno, já tinha revelado a autoridades que um delegado da Polícia Federal (PF) tinha vazado informações de investigações que envolviam o ex-assessor parlamentar do senador Flávio Bolsonaro, (PR), Fabrício Queiroz. A mesma revelação foi feita agora, publicamente, pelo empresário Paulo Marinho.


Atualmente rompido com a família do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Marinho foi um dos principais aliados do grupo durante a campanha eleitoral e é suplente de Flávio. Em entrevista à Folha de S. Paulo, ele disse que ouviu isso do primogênito do presidente, que estava “transtornado” e buscava a indicação de um advogado criminal.



Após a informação vir a público, uma das autoridades relatou à coluna de Mônica Bergamo, no jornal, o episódio em que Bebianno lhe contou a mesma história com riqueza de detalhes. Além disso, em dezembro, o ex-ministro disse ao UOL que a investigação sobre Flávio tinha sido "brecada" para não causar prejuízos eleitorais. "Sobre isso vou falar na hora certa", pontuou.


Mas Bebianno faleceu, vítima de um infarto, em março. Antes de ocupar o cargo de ministro, ele foi coordenador de campanha do presidente. Segundo Marinho, quando Flávio contou o assunto a ele, o ex-ministro estava na equipe de transição do governo e chegou a participar de uma reunião com advogados indicados para defenderem Flávio e Queiroz. O suposto vazamento será investigado pela PF.



Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087