Bolsonaro afirma que é possível dar uma 'mexidinha' na tabela do Imposto de Renda



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a prometer, nesta quarta-feira (3), mudanças na tabela do Imposto de Renda. Ao conversar com apoiadores na chegada do Palácio da Alvorada, o presidente foi questionado por uma simpatizante sobre o tema.


Primeiro, ele disse que não conseguiu fazer a atualização no ano passado por conta dos gastos emergenciais do governo com a crise da Covid-19.


Diante de nova pergunta da apoiadora sobre 2021, Bolsonaro respondeu: "A economia parece que está voltando. Dá para dar uma mexidinha nela sim. Não dá para onde eu queria que [ela] chegasse. Ano passado foi um baque muito grande, foram R$ 700 bilhões de endividamento", disse. As declarações do mandatário foram transmitidas por um site bolsonarista.


Hoje, o limite de isenção do imposto de renda é de R$ 1.903,98. Durante a campanha que o levou à Presidência da República, Bolsonaro havia prometido elevar o valor para R$ 5 mil. Mas tem dito em declarações recentes que não conseguirá cumprir a promessa porque "o Brasil está quebrado".


Em 14 de janeiro, durante sua live semanal, Bolsonaro afirmou que queria aumentar para R$ 3 mil a faixa de isenção do Imposto de Renda em 2022.


"Gostaríamos de passar pra R$ 5 mil. Não seria de uma vez, mas daria para até o final do mandato fazer isso. Não conseguimos por causa da pandemia. Nós nos endividamos em mais R$ 700 bi, não deu pra atender. Vamos ver se para o ano que vem pelo menos passe de R$ 2 mil para R$ 3 mil", afirmou Bolsonaro na ocasião.




Fonte: Bahia Notícias Sua opinião é importante para nós. Faça o login e deixe seu comentário no rodapé de nossas matérias. O CARTAZ DA CIDADE agradece por sua participação.