Bolsonaro decide afastar secretário após discurso semelhante ao de ministro de Hitler.


O presidente Jair Bolsonaro avisou o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), de que vai exonerar o secretário nacional da Cultura, Roberto Alvim. A informação foi passada ao blog por um assessor do presidente Jair Bolsonaro.


O secretário divulgou um vídeo na quinta-feira (16) no qual usou frases semelhantes às usadas por Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler durante o governo nazista. Goebbels era antissemita radical e foi um dos idealizadores do nazismo.


Assim como Goebbels havia afirmado em meados do século XX que a "arte alemã da próxima década será heroica” e “imperativa”, Alvim afirmou que a “arte brasileira da próxima década será heroica” e “imperativa”.


Alcolumbre, que está em viagem oficial pelo interior do Amapá, ligou para o presidente Bolsonaro nesta manhã para reclamar das declarações do secretário. O senador disse que a fala foi inaceitável e sugeriu a demissão imediata de Alvim.


Segundo o interlocutor de Bolsonaro que conversou com o blog, o presidente da República reconheceu para Alcolumbre que o discurso do secretário foi infeliz e avisou que iria demiti-lo.


O discurso do secretário, divulgado em uma rede social na quinta (16), foi feito para anunciar um concurso de projetos de arte.




Fonte: G1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087