Bolsonaro diz que o Brasil não comprará a Coronavac e que, Pazuello 'quer aparecer, como o Mandetta'



Segundo a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, presidente está irritado com o ministro da Saúde.

O presidente Jair Bolsonaro disse a ministros que vai cancelar o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.


Segundo reportagem do site Poder360, Bolsonaro enviou mensagens a ministros com o seguinte teor: “Alerto que não compraremos vacina da China. Bem como meu governo não mantém diálogo com João Doria sobre covid-19“.


Além de desautorizar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em conversa com integrantes do governo, hoje (21) pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro reclamou do titular da pasta com alguns auxiliares.


De acordo a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, Bolsonaro avaliou que Pazuello está "querendo aparecer demais, está gostando dos holofotes, como o Mandetta".


Fonte: Metro1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087