Bolsonaro diz que vantagem para aprovar Eduardo como embaixador é apertada.


O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta quarta-feira (14) dificuldades na aprovação do nome do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para o cargo de embaixador nos Estados Unidos. Segundo ele, sondagens feitas pelo Palácio do Planalto apontam que o filho do presidente tem hoje uma "vantagem apertada" no Senado, o que não dá garantia de uma aprovação.

O presidente disse que o governo não pode "correr o risco" de perder e ressaltou que ele não pode viajar aos Estados Unidos em setembro, para participar da abertura da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), com uma derrota ."Não posso chegar lá com uma derrota, pega mal para a gente", disse. "Na sondagem, (temos os votos) apertado, mas a gente não pode correr o risco. Aquele pessoal que é do contra, eles não faltam. E o pessoal que é favorável costuma faltar, então essa vantagem apertada não nos dá garantia", acrescentou.

Bolsonaro deve esperar pelo menos mais uma semana para enviar a indicação do filho. Na visão de auxiliares presidenciais, é preciso que o deputado tenha mais tempo para amadurecer uma simpatia a seu nome e quebrar resistências entre os senadores. 




Fonte: Bahia Notícias