Bolsonaro manda general assinar decreto que libera cloroquina a todos os pacientes de Covid-19

Atualmente, a orientação é para profissionais do sistema público de saúde prescrever a substância apenas em casos mais graves



Após a demissão do ministro da Saúde ontem (15), o chefe interino da pasta, o general Eduardo Pazuello deve assinar o novo protocolo da pasta que libera o uso da cloroquina até mesmo em pacientes com sintomas leves da Covid-19. A informação foi divulgada pelo jornal Estado de S.Paulo.


A medida é uma determinação do presidente Jair Bolsonaro, procedimento que o oncologista Nelson Teich se recusou a cumprir. Atualmente, a orientação é para profissionais do sistema público de saúde prescrever a substância apenas em casos mais graves.


O protocolo avalizado por Pazuello deverá ser baseado na resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM). A entidade liberou em abril a aplicação da substância em pacientes com sintomas leves, mas ressaltou que a decisão foi tomada “sem seguir a ciência”, apenas para encerrar a polarização em torno do medicamento.


Assim, médicos estão autorizados a prescrever o medicamento, mas não há um protocolo de distribuição do remédio para que pacientes possam ter acesso à droga no sistema público.

A hidroxicloroquina pode causar efeitos colaterais graves, como parada cardíaca.


Fonte: Metro1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087