Caso Beatriz: Lucinha Mota confirma prisão de suspeito no Piauí



Na noite da última segunda-feira (14), Lucinha Mota, mãe de Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, confirmou a prisão de mais um suspeito do crime. A menina Beatriz foi assassinada aos 7 anos, em dezembro de 2015, em um colégio particular de Petrolina (PE).

Em um vídeo veiculado nas redes sociais, Lucinha informou que um suspeito foi preso na cidade do Canto do Buriti, no Estado do Piauí após uma denúncia.


“Esse suspeito já foi preso há 8 dias. A Polícia Militar colocou todos os seus esforços para realizar a captura deste elemento e ele foi capturado. A Polícia Civil do Estado do Piauí nos deu toda atenção necessária e humana e já foi confirmada que ele era foragido por ter cometido outros crimes. Em relação ao caso Beatriz, todos os procedimentos já foram realizados”, afirmou.



Após a divulgação da nova imagem do suspeito de assassinar a menina Beatriz, a família tem recebido diversas denúncias. Na quarta-feira (02), um homem suspeito foi detido na cidade de Pindobaçu na Bahia, mas foi liberado por falta de provas. A nova imagem do suspeito foi cedida pela empresa de investigação americana ‘Criminal Investigations Training Group – CITY Group para o Programa Domingo Espetacular da TV Record. A empresa utilizou como base as mesmas imagens que a Polícia Civil de Pernambuco captou das câmeras externas do Colégio particular em Petrolina onde o crime aconteceu. É oferecida uma recompensa de R$ 30 mil para quem informar o paradeiro do suspeito.



Da Redação - Caíque Lima

Comente e Compartilhe!