Clã das Leoas publica Nota sobre piadas na internet feitas por Secretário de Juazeiro


Em nota enviada à redação do Cartaz da Cidade, o Clã das Leoas da Associação Nacional dos Conservadores em Juazeiro/BA se pronuncia em relação às polêmicas surgidas na internet, após as piadas divulgadas e comentadas pelo Ex-Secretário de Educação de Juazeiro, Sr. Cleriston Andrade, e que, no momento, ocupa uma cadeira na Secretaria de Governo da atual gestão da Prefeitura da cidade.


Segue, na íntegra, o texto dessa ala feminina da ACONs Juazeiro.


" QUE A INTERPRETAÇÃO DOS FATOS, NUNCA SE SOBREPONHA AOS FATOS


Na era atual, os veículos de imprensa tentam induzir o pensamento e o sentimento das pessoas através da desinformação e da desorientação da busca pela verdade. Também na era atual, nunca se conversou tanto sobre o lugar da mulher na sociedade, assim como se erguem debates constantes sobre quais são as limitações injustas e o real significado da liberdade e do sucesso feminino.

É imperativo dizer que não cabe mais a um homem, sobretudo progressista, “tomar o lugar de fala” de uma mulher, negando-lhe o direito de se incomodar com as idiossincrasias de falsos moralistas.

O texto publicado pela ACONS “TRAGÉDIA EM BRUMADINHO/MG É PIADA EM JUAZEIRO/BA”, traz um relato fiel de uma série de situações. Uma dessas situações é uma mulher sendo tratada com desdém, com deboche, o que configura uma relação de poder conhecida como machismo. Essas piadas sem graça, contadas quase que diariamente através das redes sociais, servem para mostrar o caráter e a personalidade de quem brinca com o ser feminino e ainda tem coragem de justificar e culpar os outros pelos seus erros.

É obvio que os motivos desse ataques são políticos.

Nesta parte da nota, todas nós, Clã das Leoas da Associação Nacional dos Conservadores em Juazeiro/BA, queremos nos solidarizar com a menina, chamada SARA ANDRADE, que segundo o ex-secretário de Educação, foi atacada nas redes sociais por pensar politicamente diferente. Nós acreditamos que ninguém deva ser atacado por pensar diferente, nem a filha dele, nem a constantemente atacada Damares, Ministra de Direitos Humanos.

Nas postagens em diversas redes sociais, verificamos ainda a tentativa de ridicularizar os testemunhos de vida e a postura cristã peculiar à Ministra Damares. Episódio este que nos entristeceu, pois somos mulheres cristãs, lutando para proclamar o Evangelho de Jesus Cristo. Nossos corações se alegraram em podermos ser representadas através de uma serva de Deus, integra e comprometida, em um cargo tão importante. Paradoxalmente, surge uma figura pública na nossa cidade empenhado em destruir a imagem dessa mulher cristã, utilizando-se das formas mais covardes possíveis.

Inclusive, queremos citar a série tão utilizada nas piadas religiosas por este funcionário público. The Handmaid's Tale é a história de uma mulher que luta contra a loucura e tirania de homens que enriqueceram ilicitamente e interpretaram a bíblia de forma a beneficiar os crimes que eles cometiam contra a sociedade e contra as mulheres, que são escravas e servem como reprodutoras para aos maridos alheios, obrigadas a oferecer seus corpos para gerar crianças para os seus senhores.

The Handmaid's Tale não é uma piada, é uma narrativa fictícia de como homens que tem ilusões de onipotência podem ser cruéis com as mulheres, mesmo quando eles estão com a bíblia na mão.

Diante da covardia e sacrilégios dos ataques contra a mulher e a fé, a associação manifestou sua indignação denunciando essa postura. Ao invés de se desculpar e garantir que não repetiria o ato, o indivíduo citado manobrou covardemente para não dar explicações, emulando uma situação, a qual ele chama de “ataques a ele e a democracia”, e escolheu uma pessoa como bode expiatório.

Sobre isso, queremos esclarecer que a ACONs é um associação nacional que não autoriza seus membros a se manifestarem individualmente em nome dela.

Por essa razão, nós, mulheres da associação, decidimos repudiar a tentativa de não responder e nem assumir os atos de indelicadeza, arrogância e desrespeito com a fé cristã e com as mulheres dessa cidade e desse país.

Por enquanto, assinam as mulheres ligadas a Associação que repudiaram essas ações. Mas deixamos claro que as próximas ações contra manifestações de machismo e intolerância religiosa não serão apenas denunciadas à sociedade, serão tratadas nas regras do jogo que ele propôs, com processos individuais de todas as mulheres e pessoas cristãs que se sentirem novamente ofendidas por suas postagens.

Há seis atitudes que o SENHOR odeia, sete atitudes que ele detesta:

olhos arrogantes, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que maquina planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que espalha difamações e aquele que provoca contendas entre irmãos! Provérbios 6

Art. 208. Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.


ACONs – Núcleo de Mulheres "

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087