Defensoria da União entra com ação contra Magalu por 'marketing de lacração' em trainee para negros



Processo cobra da rede varejista R$ 10 milhões de indenização por danos morais coletivos pela "violação de direitos de milhões de trabalhadores".

A Defensoria Pública da União (DPU) entrou com uma Ação Civil Pública na Justiça do Trabalho contra o programa de trainees exclusivo para negros da Magazine Luíza, o que chamou de "marketing de lacração".


A ação afirma que o trainee exclusivo para negros é “certamente uma estratégia de marketing empresarial”, e cobra da rede varejista R$ 10 milhões de indenização por danos morais coletivos pelo que alega ser "violação de direitos de milhões de trabalhadores (discriminação por motivos de raça ou cor, inviabilizando o acesso ao mercado de trabalho)"


O defensor da petição, Jovino Bento Júnior, afirma que embora a inclusão social de negros e qualquer outro grupo seja desejável, o programa em questão "não é medida necessária - pois existem outras e estão disponíveis para se atingir o mesmo objetivo".


Fonte: Metro1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087