Derrubada de veto de reajuste do funcionalismo torna impossível governar o país, diz Bolsonaro



Equipe econômica argumenta que aumento dos salários poderia onerar União, estados e municípios em R$ 98 bilhões.

O presidente Jair Bolsonaro criticou hoje (20) a derrubada, pelo Senado, de um veto que congelava o reajuste a servidores públicos até o final do ano que vem. Em conversa com apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que será "impossível governar o Brasil" caso a Câmara não reverta a decisão dos senadores.


"Ontem o Senado derrubou um veto que vai dar prejuízo de R$ 120 bilhões para o Brasil. Então eu não posso governar um país... Se esse veto [não] for mantido na Câmara, é impossível governar o Brasil, impossível. É responsabilidade de todo mundo ajudar o Brasil a sair do buraco", afirmou.


Mesmo com os esforços de aliados do governo, o Senado decidiu ontem (19) pela derrubada de um veto presidencial que garantia o congelamento salarial de servidores públicos até o final de 2021. A votação do Senado ainda precisa ser confirmada pela Câmara. A equipe econômica trabalha para que deputados garantam o congelamento dos reajustes, sob o argumento de que a derrubada do veto poderia aumentar as despesas da União, estados e municípios em R$ 98 bilhões.


Fonte: Metro1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087