Em delação, ex-secretário de Saúde do RJ entrega provas contra Witzel


Foto : Tânia Rêgo/Agência Brasil


Edmar Santos apresentou detalhes concretos da participação do governador em esquema de fraude

No acordo de delação que teria firmado com a Procuradoria-Geral da República, o ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos entregou um conjunto de provas materiais que revelariam em detalhes, segundo investigadores ouvidos pelo Radar, a participação do governador Wilson Witzel no esquema de corrupção na Saúde do estado. As informações são da revista Veja.

Além de apresentar evidências concretas contra Witzel, o ex-secretário se comprometeu no acordo, ainda segundo a revista, a devolver 8,5 milhões de reais à Justiça. “Ele entrega o dinheiro e os culpados”, diz um investigador.


Santos foi preso na manhã do último dia 10 por uma operação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Ele é investigado por irregularidades na compra de respiradores para tratar pacientes com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.


Edmar Santos foi exonerado do cargo no dia 17 de maio pelo governador Wilson Witzel, após o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) deflagarem a Operação Favorito, para investigar possíveis fraudes na compra de respiradores.


A suspeita é que o grupo do qual Santos participava recebeu vantagens na compra emergencial dos aparelhos respiratórios para pacientes internados em estado grave em decorrência da Covid-19.


Fonte: Metrópoles

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087