Família de bebê natimorto e com lesões na cabeça acusa Hospital Materno de Juazeiro de negligência


Veja o vídeo que circula nos grupos de aplicativos de conversas;


Um vídeo circulou nos grupos de whatsapp nesta sexta-feira (09) mostrando um bebê morto do sexo feminino com lesões na cabeça. A autora do vídeo questiona os ferimentos e afirma "A bebê estava boazinha, eles disseram que foi problema respiratório, mas veja esses buracos na cabecinha dela. Agora se ela tivesse em casa com a a gente e caísse vinham pra cima da gente matando", comentou.


O bebê no vídeo é filha de Sandriely Lorrane de Souza que estava grávida e foi encaminhada pelo Hospital Dom Malan em Petrolina (PE) para ser atendida no Hospital Materno Infantil, em Juazeiro (BA) nesta quinta-feira (08).


De acordo com as informações veiculadas nos grupos de whatsapp e confirmadas na imprensa local, Sandriely de Souza teria dado entrada na quarta-feira (07) à noite. Teria amanhecido com oito cm de dilatação e segundo uma parente, "romperam a bolsa dela. Foram até mais de 13h para fazer o parto da criança e só fizeram porque não ouviram os batimentos da criança”.


Após a cesariana, a equipe médica do Hospital Materno confirmou o óbito do bebê e diagnosticaram problemas respiratórios. O site Cartaz da Cidade entrou em contato com a Assessora de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde que informou: "O bebê não tem perfuro na cabeça. São as ondulações normais de cabecinha e moleiras de recém nascido. O parto cesariana foi realizado na hora que deveria acontecer, portanto tudo ocorreu dentro de toda normalidade".






Da Redação / Iana Lima Jornalista.


Vídeo reprodução internet.


Comente e Compartilha!