Governo tentará votar Previdência nesta quarta, mas texto pode ser desidratado.


O governo tentará votar a reforma da Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) nesta quarta-feira (17), antes do feriado da Páscoa. Para isso, terá de superar a obstrução da oposição e enfrentar a possibilidade de desidratação do texto já na primeira etapa de sua análise. 

Lideranças do centrão defendem que sejam retirados do texto já na comissão pontos polêmicos, como a desconstitucionalização e a capitalização. O governo, pelo menos até a noite desta terça-feira (16), não cedia em relação a esta última. 

Assim, não se chegou a um consenso sobre o texto --e líderes dizem que tudo pode acontecer na sessão desta quarta, que começará às 10h. Em acordo, a CCJ encerrou o debate na terça às 23h28 e a sessão foi encerrada. É uma meia vitória (ou meia derrota) para ambos os lados. 

Se o governo ganha ao colocar rédeas na base de novatos, fazendo-os deixar de usar o

tempo de fala para acelerar o debate e encerrando a discussão ainda nesta terça, a oposição ganha com o final da sessão antes da meia-noite. É que caso a reunião se prolongasse mais trinta e dois minutos, os parlamentares perderiam a possibilidade de utilizar diversos recursos regimentais de obstrução. 

Com isso, os deputados contrários à reforma devem usar todo o kit para atrasar a deliberação e testar a paciência da base em uma véspera de feriado um dia em que normalmente todos já estão voltando para suas bases no meio da tarde.




Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087