Indicação de Eduardo Bolsonaro a embaixada é suspensa pelo Planalto.


O Palácio do Planalto suspendeu a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ao cargo de embaixador do Brasil em Washington, conforme publicado nesta quinta-feira (17) pelo jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a publicação, avalia-se que o deputado tem se desgastado com parlamentares, sobretudo por disputas internas, a exemplo da que o colocaria como líder do PSL na Câmara. Contudo, a articulação, liderada pelo seu pai, fracassou, e o Delegado Waldir (GO) se manteve no posto. Neste contexto, ele ficou mais distante de ter os votos necessários no Senado para garantir o cargo de embaixador.

O Planalto, contudo, não comenta oficialmente o caso, e o presidente opta por não responder os questionamentos sobre o caso.

Na última quarta-feira (16), o próprio Eduardo Bolsonaro admitiu que a pauta da embaixada ficou em segundo plano. “Todos os temas como embaixada ou viagem para a Ásia são temas secundários. A gente está aqui para cuidar dos nossos eleitores”, disse.

Ao postergar a indicação do filho, Bolsonaro deixa a embaixada brasileira nos Estados Unidos sem chefia por quase dez meses, embora o presidente considere a relação com os EUA a prioridade da política externa brasileira. 

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087