Juazeiro: Professor é mais uma vez prejudicado pela gestão do grupo de Isaac Carvalho e Paulo Bomfim




O Professor Cleber Jesus faz denúncia contra a Secretaria de Educação do município de Juazeiro por tê-lo prejudicado no processo referente ao auxilio emergencial para artistas, Lei Aldir Blanc.


A Lei Aldir Blanc, consiste em uma lei que foi criada com o intuito de promover ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia do Covid‐19.


O professor em seu depoimento, alega que foi prejudicado por não ter o seu CPF desvinculado da Prefeitura Municipal.


“Fiz a seleção em 2018 e fiquei em 23º lugar. Trabalhei o ano de 2019, e antes do ano terminar um decreto renovou todos os contratos por mais um ano. Fui chamado para jornada pedagógica e para o primeiro dia de planejamento na escola, e depois fui dispensado. A escola em que eu dava aula permanece sem professor de educação infantil até hoje. A Escola é a Coração de Jesus da Serra da madeira em Itamotinga e eu fui chamado para assinar minha rescisão em junho. Assinei, pois tinha que me desvincular já que eu seria candidato a vereador. E agora, no dia 18 de dezembro, eu recebi um e-mail negando o meu auxílio como músico pelo fato de meu CPF ainda estar ligado à prefeitura de Juazeiro”, disse.


Confira o e-mail recebido pelo Professor:



O docente afirmou, ainda, que a sua demissão está relacionada a uma denúncia feita pelo mesmo. Foi alegado na denúncia que o atual Prefeito do Munícipio estava dando um golpe, retirando dez dias de salário de dezembro de todos os profissionais contratados da educação além de não querer pagar as férias dos profissionais. Além disso, foi denunciado também o fato de que o profissional de educação não recebia o salário em fevereiro e recebia acumulado os dois salários em março, além de assinar seus contratos apenas no último dia de aula e não no início das atividades.


Depois dessas denúncias, o Professor alega que o Prefeito voltou atrás e pagou todos os direitos, o colocando para fora logo após o pagamento.


O Cartaz da Cidade seguirá investigando a ação e tornará pública qualquer tipo de atitude que tenha sido tomada pela atual gestão municipal, agindo de má fé ou não, bem como se coloca à disposição para que os acusados possam se defender, dando suas respostas nesse canal de informação.




Fonte: Redação Cartaz da Cidade

Sua opinião é importante para nós. Faça o login e deixe seu comentário no rodapé de nossas matérias. O CARTAZ DA CIDADE agradece por sua participação.

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087