Juazeiro: Secretária e vice-prefeita apresentam Protocolo de Tratamento Precoce da COVID a médicos



A secretária de Saúde Fabíola Ribeiro e a médica e vice-prefeita de Juazeiro Dulce Ribeiro reuniram médicos que atuam na Atenção Básica do município para apresentação do Protocolo Precoce da COVID-19. A reunião aconteceu através de uma plataforma digital e contou com a participação de 35 profissionais da rede. 


De acordo com o Protocolo apresentado, o tratamento será baseado no uso da Ivermectina, e introdução da Vitamina D, Vitamina C e Zinco quelado, importantes no fortalecimento da imunidade. Além do uso da Azitromicina de acordo com a avaliação médica.


A vice-prefeita Dulce Ribeiro, responsável pelo estudo, detalhou o protocolo para os profissionais e ao final esclareceu dúvidas. De acordo a médica, o Protocolo “não se destina a substituir o julgamento clínico ou a consulta de especialistas, já que o profissional terá liberdade de usar ou não o tratamento precoce e possibilitar o fornecimento dos medicamentos, com intuito de reduzir novos casos e evitar complicações. Estamos pensando no bem do paciente e da comunidade em geral”, afirmou.

A secretária Fabíola Ribeiro falou sobre a importância do atendimento e tratamento precoce dos casos confirmados ou suspeitos da COVID-19. “Essa forma precoce de tratar o paciente pode contribuir para a redução do contágio e a propagação da doença. É neste sentido, que o propomos para novos casos, o implementando com segurança pelos médicos que estão na linha de frente do tratamento dos casos de COVID-19, principalmente os atuantes na Atenção Básica, que são os primeiros a atenderem pacientes suspeitos”, destacou.


A secretária falou ainda sobre a evolução da COVID no município e de que forma o Protocolo poderá contribuir com a diminuição dos casos graves. “No início da pandemia mais de 48 pessoas foram transferidas para outros municípios e, destes, 38 precisaram de leitos intermediários. Em julho, 59 pacientes já chegaram à UPA direto para a sala vermelha, necessitando de intubação e em agosto já foram 18. O tratamento precoce, principalmente, em pacientes com comorbidades, objetiva evitar esse nível de gravidade e é um trabalho de esforço coletivo. Precisamos que os profissionais tenham um olhar clínico para direcionar o paciente de forma antecipada para o atendimento na UPA, que é uma das portas de entrada, e havendo necessidade, já seja feito o internamento no Hospital de Campanha, que hoje supre a demanda de leitos intermediários e o tratamento precoce seja iniciado” pontuou a secretária. 


A Secretária enfatizou ainda que “o Protocolo Precoce não desconsidera os cuidados de prevenção (utilização de máscaras faciais, higienização das mãos), isolamento de grupos de risco, de pacientes sintomáticos e isolamento dos contactantes, que fazem parte do processo de controle da propagação da doença”, completou. Toda a medicação indicada no protocolo será disponibilizada nas Unidades Básicas de Saúde do Município. 


Cabe ressaltar que além da implantação do Tratamento Precoce da COVID-19, a Secretaria da Saúde tem ofertado a realização de testes rápidos nas Unidades Básicas de Saúde, disponibilizado oxímetro às equipes e máscaras para os pacientes sintomáticos que procuram as unidades, qualificando a assistência prestada a nossa população. 

Fonte: Ascom/SESAU

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087