Juazeiro: Vídeo de suposta agressão da PM é Fake News. Novo vídeo é gravado para pedir desculpas.

Atualizado: Jun 1


Autor do vídeo assume que gravou para atingir ao governo municipal de Juazeiro e, depois de esfriar a cabeça, admitiu o erro e gravou novo vídeo para se desculpar com a PM da Bahia.

Está sendo veiculado um vídeo na internet, onde Reginaldo Francisco da Silva acusa uma guarnição da PM da Bahia de ter agredido o mesmo e à sua família, sem motivo justificável, depois de ter invadido sua residência, na madrugada da última terça-feira (26). Este vídeo, inclusive, tem sido alvo de diversos comentários em desfavor da corporação, sem que os comentaristas se informem sobre a veracidade dos fatos. Em tempos de Fake News, todos os fatos publicados na internet que não tenham origem jornalística comprovada, carecem de uma verificação minuciosa sobre os fatos.

Assim sendo, a equipe do Cartaz da Cidade já havia publicado uma matéria informando que os fatos poderiam não ser exatamente como estavam pintando na internet e que esperássemos uma apuração por parte da instituição Polícia Militar da Bahia.


Bem, nossa equipe teve acesso a algumas informações sobre o andamento da apuração e, segundo a Comandante da 76ª CIPM, Maj PM Ivana Almeida, que determinou uma apuração rigorosa dos fatos, já confirmou que Reginaldo, autor do vídeo, foi convidado e recebido na Companhia, para prestar os depoimentos que originariam a apuração e, nesta oportunidade, ele já confessara que os fatos não se deram bem como o divulgado no vídeo.


Em termo de Declarações devidamente assinado no dia 29 de maio, Reginaldo informou que, por volta de três horas da manhã, acordou com o barulho de uma confusão na rua onde mora, motivando o mesmo a ir verificar sobre o que se tratava. Quando saiu de casa, verificou membros de sua família, a Sra. Leydaiane Rodrigues dos Santos, sua esposa, D.K.R.S, seu filho, e José Francisco da Silva, seu tio, que se envolveram em uma discussão com vias de fato, bem como os integrantes de uma guarnição da Polícia Militar, que fora acionada por vizinhos, por causa do barulho da confusão causada no local. Reginaldo informou ainda que, como se tratava de uma discussão entre familiares, o problema fora resolvido no local, sem a necessidade de se adotar quaisquer outras providências judiciais.



Depois de tudo resolvido, já na manhã seguinte, Reginaldo, de cabeça quente por estar com problemas com seus familiares, foi convencido por pessoas com motivações meramente políticas, para demonstrar insatisfação pelo toque de recolher exarado pelo Prefeito Paulo Bomfim, dentre outras deliberações de governo, a gravar um vídeo acusando os policiais militares de agressão.



Sem imaginar que o vídeo traria tamanha repercussão e que seria localizado e convidado pela PMBA a comparecer à sede da 76ª CIPM, para esclarecer os fatos, no intuito de se apurar a possível conduta dos policiais militares envolvidos, Reginaldo se viu na obrigação de reestabelecer a verdade, isentando os militares de qualquer ação ilegítima naquela noite, afirmando que os mesmos só compareceram para conter a briga entre os entes de sua família. Ele admitiu que essa situação até poderia lhe trazer mais problemas, como em seu trabalho, por exemplo, caso a verdade não fosse reestabelecida.


Por fim, Reginaldo gravou um novo vídeo, para esclarecer, através do mesmo tipo de mídia que causou toda essa confusão, que tudo não passou de uma atitude preciptada.


Agora, que a apuração está em curso, os demais envolvidos deverão relatar suas verdadeiras versões, para que, na fase de conclusão, toda sociedade possa ter certeza de tudo o que ocorrera naquela noite, mas sem que venhamos a informar notícias possivelmente inverídicas, o que está sendo amplamente rechaçada nesse momento de combate às Fake News.

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087