Marlus Daniel conta sobre as dificuldades dos artistas em meio à pandemia

Atualizado: Abr 14




A pandemia mudou a vida e a rotina de todo o mundo. Diante dessa nova vida, adaptar-se à realidade virou necessidade para artistas, que tiveram de buscar outras alternativas para produzir em um momento à paralisação das atividades artísticas e culturais em função dos decretos que inviabilizam a realização de shows, exposições de artes, apresentações teatrais e afins.


Se tornou cada vez mais comum as reclamações da classe artística nesse período de pandemia. Muitos dependem de eventos e atividade culturais para garantir o seu sustento, o que tem sido proibido pelos governantes em todo do país, sob o argumento de evitar aglomeração para reduzir a proliferação do vírus.


Em Juazeiro, os artistas têm organizado movimentos para cobrar da gestão municipal, do Governador e do presidente da república sensibilidade e apoio à classe. Eles alegam que foram os primeiros a parar de trabalhar, e consequentemente serão os últimos a voltar, fato que recorre em prejuízos financeiros graves e irreparáveis, uma vez que a Lei Aldir Blanc não contemplou todos os artistas.


Em entrevista ao Cartaz da Cidade o artista plástico Marlus Daniel falou sobre as dificuldades que vem enfrentando nesse momento crítico, e da necessidade de ser analisada a situação dos artistas locais.


"Nós artistas estamos sendo massacrados, estamos passando grandes dificuldades. O Governo e a sociedade tem que começar a visualizar o artista como um dos personagens principais nessa pandemia, tem que se ter um olhar de respeito e consideração para todos que atuam com entretenimento. Eu como artista, que atuo em várias áreas no mundo da arte, como no teatro, nas artes plásticas, na música, escultura e professor de artes, desejo que essa situação passe logo, e venho pedir respeito à todos da classe, pois sem a arte o mundo estaria completamente perdido. Chorei ao ver alguns amigos artistas passando necessidade, muitos estão sobrevivendo de doações de cestas básicas, mas mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, nós continuamos levando alegria através da música e da arte em geral, com o objetivo de entreter as pessoas e tentar distraí-las nesse momento tão complicado", conta Marlus.


Com o aumento de casos no Brasil, mesmo um ano após o início da pandemia causada pela Covid-19, o caminho que alguns artistas optaram para manter os negócios foi trabalhar pela internet com a realização de lives e eventos online, com o propósito de entreter e captar recursos através de doações do público.


Auxílio para artistas da região


Recentemente, líderes dos movimentos artísticos de Juazeiro estiveram em reunião com a Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Turismo do município, e com o Poder Executivo Municipal para debater sobre a possibilidade da criação de um auxilio para os artistas de Juazeiro, de forma a dar suporte e amenizar as dificuldades enfrentadas no momento de pandemia.


Da redação Kelly Cristina Comente e Compartilhe!