Mello dá 5 dias para que Moro preste depoimento sobre acusações contra Bolsonaro



O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Celso de Mello, determinou nesta quinta-feira (30) que o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro preste depoimento em um prazo de 5 dias para esclarecer as acusações feitas contra o presidente Jair Bolsonaro. O ministro havia fixado inicialmente um prazo de 60 dias para a oitiva.


A decisão do decano, de antecipar a realização do depoimento, sinaliza que o inquérito deve ter rápida tramitação na Corte. Uma das vozes mais críticas ao presidente da República, Celso deixa o Supremo em novembro, abrindo a primeira vaga para indicação de Bolsonaro. Caso o inquérito não seja redistribuído ele será encaminhado ao novo ministro indicado pelo presidente.


O inquérito foi aberto para apurar as acusações de Moro contra Bolsonaro – tanto o presidente quanto Moro aparecem formalmente como investigados (relembre aqui). O ex-ministro acusa o presidente da República de interferência política na Polícia Federal para obter acesso a informações sigilosas e relatórios de inteligência.


Além de troca de mensagens, o ex-ministro da Justiça possui áudios que devem ser entregues aos investigadores, diz o Estado de São Paulo.


Conforme o pedido feito pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, o objetivo do inquérito é analisar se foram cometidos os crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra.



Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087