OPINIÃO DO PROFESSOR: POR QUE ISAAC CARVALHO E PAULO BOMFIM SAÍRAM DO PC do B?


Olá meus caríssimos Leitores , inicio esse meu artigo perguntando: Por que Isaac Carvalho e Paulo Bomfim saíram do PC do B?


Para responder a essa pergunta é preciso entender o que significa Cláusula de Barreira, também conhecida como (patamar eleitoral, barreira constitucional, cláusula de exclusão ou cláusula de desempenho), é um dispositivo que restringe ou impede a atuação parlamentar de um partido que não alcança um percentual de votos. Essa exigência de votação mínima pode ser feita pela legislação eleitoral de diversas maneiras. 


No Sistema proporcional, a cláusula de barreira exige que um partido (ou uma coligação eleitoral de partidos) atinja um grau mínimo de votação para obter representação parlamentar. Esse número (ou percentual) mínimo de votos pode ser exigido no âmbito nacional ou em um âmbito mais restrito (departamento, estado ou município).


Os efeitos colaterais da adoção da cláusula de barreira podem ser uma dificuldade na renovação das agremiações políticas e a sub-representação de uma minoria que não atinge o patamar exigido (esta última pode ser reduzida se a legislação eleitoral permitir o voto preferencial). Os partidos que não passaram na clausula de barreiras, e portanto, deixarão de receber, a partir de fevereiro, recursos provenientes do Fundo Partidário são os seguintes partidos: Rede, Patriota, PHS, DC, PC do B, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PRTB, PSTU e PTC.  Posteriormente e dentro do prazo, o PRP se fundiu com o PATRIOTA e atendeu à causa de barreira. Deixou de existir e passou a ser Patriota. E o PPL se fundiu ao PC do B. Mas,  mesmo se fundindo, esses partidos"nanicos" fugiram da clausula de barreiras, mas ficaram sem tempo na propaganda eleitoral (TV e rádio), e que é um complicador principalmente para candidatos que almejam a reeleição.


Diante das elucidações (explicações) acima, podemos entender agora o porque dessa debandada toda de alguns políticos, com mandato ou não, acontecer. Tem um ditado  popular que diz :"quem nasceu para se nanico nunca será gigante". O PC do B se enquadra nesse ditado muito bem. 


Depois de longos anos na clandestinidade, o PC do B teve finalmente o seu reconhecimento como partido politico no Brasil, e de la para cá, se perdeu nas suas próprias ideologias e virou um mero partido de aluguel, ao ponto do ex-ministro e ex-presidente da Câmara, Aldo Rebelo, um dos fundadores do PC do B no Brasil, encerrar a sua  convivência de 40 anos e  deixar  o partido em agosto de 2017.


Em Juazeiro a derrocada comunista começa com a filiação nos quadros do PC do B, do então na época,  mega empresario do ramo do agronegócio na região, Isaac Carvalho, um  capitalista voraz, indo de encontro a toda ideologia comunista de combate ao capitalismo, numa demonstração inequívoca de incoerência do que reza a cartilha do comunismo no mundo e no Brasil .


Resta saber agora para onde irá o senhor Paulo Bomfim, ex-comunista, se vai trilhar as fronteiras do Partido dos Trabalhadores (PT), como fez seu mentor e criador político Isaac Carvalho, ou se seguirá rumo próprio, e como reagirá o PT recepcionando dois membros, um inelegível (Isaac), perante a justiça eleitoral e o outro (Paulo Bomfim), trazendo na bagagem, um dos piores índices de rejeição na história política de Juazeiro e o estigma (cicatriz), de ex-comunistas. Aposto na primeira hipótese!  É esperar para ver como terminará esse imbróglio politico. Tomara que sejam ambos náufragos das suas próprias arrogâncias e prepotências, para aprenderem que em  politica o poder ainda emana do povo e a esse retorna quando ele quer.





Matéria replicada do Blog Professor Taciano Medrado.

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087