Perícia nos celulares estende a permanência de Ronaldinho no Paraguai.



Defesa do ex-jogador e de seu irmão apresenta hoje o terceiro recurso para tentar tirá-los do complexo de segurança máxima onde estão presos desde o dia 6 de março.


O juiz do caso Ronaldinho Gaúcho, Gustavo Amarilla, marcou para a próxima terça-feira, dia 17, a perícia nos telefones celulares do ex-jogador e de seu irmão, Roberto de Assis, que estão presos no Paraguai desde o dia 6 de março. A dupla acusada de entrar no país com passaportes falsificados. Isso significa que, antes desse prazo, Ronaldinho e Assis não poderão deixar o Paraguai.


Nesta quinta-feira, os advogados de Ronaldinho e Assis vão apresentar um recurso para tentar transferir os dois para prisão domiciliar. Será a terceira tentativa da defesa dos brasileiros de tirá-los do complexo de segurança máxima no qual estão presos desde a última sexta-feira.





Fonte: G1


Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087