PF pede prorrogação do inquérito que apura interferência de Bolsonaro no órgão


Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil


Prorrogação deve ser decidida pelo ministro Celso de Mello, mas ele está de licença da Corte por motivos de saúde.

A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma nova prorrogação, por 30 dias, das investigações do inquérito que apura a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na PF para proteger familiares e aliados.


A abertura do inquérito foi autorizada no final de abril pelo ministro do STF Celso de Mello, e tem como base a denúncia feita pelo ex-ministro Sergio Moro. O pedido para abertura do inquérito partiu da Procuradoria Geral da República (PGR). Bolsonaro nega ter interferido na Polícia Federal.


A prorrogação deve ser decidida pelo ministro Celso de Mello, mas ele está de licença da Corte por motivos de saúde.


Uma das medidas pendentes é o depoimento do presidente. Em junho, o procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu que Bolsonaro seja questionado sobre como prefere prestar depoimento.



Fonte: Metro1

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087