Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087

PM realiza palestras interativas sobre valorização à vida do policial militar.


A Polícia Militar, por meio do Comando de Policiamento Regional da Capital (CPRC)/ Atlântico realizou na manhã desta sexta-feira (27), no auditório da Assembleia Legislativa, no CAB, um ciclo de palestras interativas como parte do Programa de Valorização à Vida do Policial Militar, com abordagem psicológica e espiritual. “Devemos cuidar do cuidador e abraçar o policial militar para que ele se sinta acolhido e reconhecido por todos nós. Estamos aqui para celebrar a vida e mostrar aos nossos colegas que o importante é ser feliz e cultivar o bom viver”, enfatizou o comandante do CPRC Atlântico, coronel Xavier Filho.


Durante o evento, com o propósito de realizar ações voltadas para qualidade de vida e incentivo à saúde física e mental do policial foram ministradas palestras com temáticas referentes a valorização do policial militar e a prevenção ao suicídio. As discussões contaram com a participação do superintendente de Prevenção à Violência, Lázaro Raimundo; do coronel da Reserva Remunerada, Wilson Dultra; do Padre Frederico Moreira; do coordenador do Centro de Assistência Religiosa, do capelão Evangélico da PM, tenente coronel Gildásio; da representante do Núcleo de Religiões de Matrizes Africanas (Nafro), capitã Thais Trindade; da psicóloga do Departamento de Saúde, subtenente Elisângela; do coordenador do programa Arte de Viver, Marcel Queiroz e a porta voz do Centro de Valorização da Vida (CVV), Josiana Rocha.


O encontro foi encerrado com a performance do grupo de Teatro da PM e a exibição de um vídeo que abordava como o silêncio, o preconceito e os julgamentos prévios podem ter consequências para as pessoas que passam por tais transtornos.






Fonte: PMBA