Polícia Federal prende delegado da PF em operação que investiga corrupção na corporação



Investigação combate esquema que trocava dinheiro por proteção.

Um delegado da Polícia Federal (PF) do Rio de Janeiro e um empresário foram presos nesta quinta-feira (15) na Operação Tergiversação 2, contra uma suspeita de corrupção dentro da própria corporação carioca. 


A segunda fase da operação em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) mirou empresários suspeitos de pagar propina para policiais e servidores em troca de proteção em investigações na PF. Advogados apontados como intermediários das cobranças de vantagens indevidas também são alvos da força-tarefa. O delegado da PF Wallace Noble foi preso. 


De acordo com o G1, ainda foram expedidos ainda 33 mandados de busca e apreensão.

Entre os alvos das buscas nesta quinta estavam o delegado da PF Lorenzo Pompílio da Hora, o escrivão Everton da Costa Ribeiro — presos na primeira fase da operação — e um delegado da Polícia Civil do RJ.


Os suspeitos na segunda fase são investigados por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, organização criminosa e obstrução à justiça.


Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087