Rui Costa exonera Capitão que iria para o Governo Bolsonaro e gera insatisfações dentro da PM



O ato do governador foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (17).

Além de não liberar o Capitão da Polícia Militar da Bahia André Porciuncula para assumir um cargo na Secretaria de Cultura, o governador Rui Costa (PT) retaliou o policial o retirando no posto de Comandante de Companhia.

Na publicação do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (17), Rui exonera o PM do cargo de comandante que ocupava no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, da estrutura da Secretaria da Segurança Pública.


O veto do governador à posse do policial militar baiano no cargo em Brasília foi noticiado nesta quarta-feira (16) e gerou protestos nas redes sociais de nomes como Alexandre Aleluia e Eduardo Bolsonaro. O veto do governador também rendeu insatisfações dentro da Polícia Militar da Bahia, em todos os níveis, dos soldados aos PMs mais graduados. A principal queixa é que a PM baiana teria pela primeira vez um representante em um cargo de relevância nacional.


Por ser servidor público do estado da Bahia, André dependia, mesmo com a nomeação tendo sido feita há duas semanas, de uma liberação do governador para assumir o cargo.


Como o governador não concedeu a liberação, a portaria que concede a nomeação, publicada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, nesta quarta-feira (16), no Diário Oficial, tornou-se sem efeito.



Fonte: Política ao Vivo

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087