Salvador 'chegou no limite' de suas ações em prol do isolamento social, diz ACM Neto.




Em meio a uma série de decretos e medidas que contribuem para o isolamento social no combate ao coronavírus, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ressaltou que a gestão da capital baiana não tem como ampliar suas ações a ponto de proibir que as pessoas saiam de casa sem necessidade. A declaração foi feita durante a coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (3), na sede da prefeitura, com transmissão online.


"Eu estou muito preocupado com as cenas que eu tenho visto nos bairros de Salvador, inclusive na Orla porque a gente tem visto em alguns horários muita gente vai fazer cooper e o momento não é pra isso", repreendeu o gestor.


Neto destaca que a definição de uma medida mais rigorosa, o que ele apoia, cabe aos governos estadual e federal, pois o município não tem poder de polícia. "É importante destacar qual é o limite da prefeitura, o nosso limite praticamente chegou. Fazemos o que está ao nosso alcance, agora cada um também precisa fazer sua parte", cobrou.

No âmbito do estado, o governador Rui Costa (PT) determinou ações similares às do prefeito, como o fechamento de escolas e a suspensão do transporte intermunicipal em municípios com casos registrados de coronavírus. Já no governo federal, há uma disputa. Enquanto o Ministério da Saúde recomenda ações, a exemplo do isolamento social, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estimula o retorno das pessoas ao trabalho e a adoção de um “isolamento vertical” apenas para a população no grupo de risco.


Fonte: Bahia Notícias

Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro-BA, 48904-087