Satélite sugere mancha de oléo de 55 km² no sul da BA; imagem é falso-positivo, diz Ibama


Uma imagem que seria de uma mancha de óleo no extremo sul baiano tem chamado à atenção nesta quarta-feira (30). A hipotética mancha teria 55 km de extensão e 6 km de largura e ficaria a 54 km do litoral do município de Prado. A imagem começou a circular após divulgação de um laboratório ligado á Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Ao G1, o pesquisador Humberto Barbosa, da Ufal, disse que a hipótese é que um "grande vazamento em minas de petróleo" provocou o desastre.


No entanto, ainda não foi explicado como o óleo atingiu primeiro estados mais ao Norte para depois chegar à Bahia, como tem sido verificado. A Marinha nega relação entre as imagens e o petróleo nas praias nordestinas. Ainda nesta quarta, o Ibama divulgou nota, afirmando que um estudo concluiu que a imagem, publicada pelo Insituto de Geociência da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), "não se trata de óleo, podendo ser uma célula metereológica em condições de atividade intensa"













Fonte: Bahia Notícias


Siga-nos em nossas redes sociais

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Notícia

Desenvolvido por

© 2018-2019. Todos os direitos reservados.

CaJú Publicidade Ltda

CNPJ: 21.107.640/0001-75

Marca_CaJú_PNG.png

Av. Flaviano Guimarães, 333, Cajueiro, Juazeiro - Bahia - Brasil 48904-087